terça-feira, 24 de fevereiro de 2015

VAI COMEÇAR – LIGA MUNDIAL DE SURF (Ex-ASP) 2015

Preparados para grandes emoções

A temporada 2015 da WSL vai dar a largada neste último dia de fevereiro na Austrália, com o Quiksilver Pro Gold Coast. Os surfistas brasileiros serão observados e analisados como nunca.
GABRIEL MEDINA, VENCEDOR DA ETAPA INAUGURAL DE 2014


 TUDO PRONTO NA SUPERBANCADA
VISÍVEL NESTA IMAGEM – SNAPPER ROCKS, RAINBOW BAY E GREEN MOUNT POINT

A BANCADA CONTINUA POR COOLANGATTA BEACH
DESEMBOCANDO EM KIRRA

Que venham as ondas.

Os brasileiros estão preparados e já começaram o ano com belas atuações.


ALEJO MUNIZ ACABA DE VENCER A QUINTA ETAPA DO QS, EM NEWCASTLE

Ele ocupa a segunda colocação no ranking do qualifying, liderado pelo norte-americano Kolohe Andino, começando bem sua caminhada para reconquistar sua vaga na elite.

LEMBRANDO
1- Alejo é o primeiro alternate da WSL, caso algum surfista dos Top 34 fique contundido, ele fica com a vaga.
2- Além da vitória de Alejo na categoria principal, o surfista da prainha Branca no Guarujá, Deivid Silva, venceu o Pro Junior de Newcastle, cidade situada entre Sidney e a Gold Coast, na costa leste da Austrália.
3- Em 2004, há 11 anos, Jacqueline Silva saiu vencendo o Quiksilver Pro na Gold Coast e foi a primeira surfista brasileira a liderar o ranking da ASP.
4- Silvana Lima retornou à elite e está escalada para desafiar as jovens postulantes ao título.
5- Em trinta anos do SURFEST, em Newcastle, os brasileiros marcaram presença, primeiro com Fabinho, Teco e Peterson Rosa chegando perto do topo do pódio. A primeira vitória veio em 1996, com Guilherme Herdy. Neco Padaratz, Adriano de Souza, Willian Cardoso (em uma final eletrizante contra Filipe Toledo) e agora Alejo Muniz, sagraram-se campeões na terra do tetra-campeão mundial de surf Mark Richards.

A história do surf brasileiro continua sendo escrita, estarei relatando os acontecimentos atuais e trazendo muitas referências históricas neste blog.


quinta-feira, 19 de fevereiro de 2015

RICARDINHO DOS SANTOS – REFLEXÕES E REALIDADE


A magia do SUL – Paradise Lost

Eu estava me segurando para fazer uma postagem sobre o surfista da Guarda do Embaú, Ricardo dos Santos.
Postei três belas capas de revista que ele conquistou recentemente em meu Facebook. Aqui estou introduzindo mais capas, Ricardinho surfando na Guarda e links para vídeos.
Fica aqui um desafio: encontrar um outro surfista que, aos 24 anos (fora os fenômenos Kelly Slater e Gabriel Medina), tenha conquistado tantas capas de revista.


 RICARDO DOS SANTOS – PIPELINE – HAWAII
SURFING MAGAZINE – APRIL 2013 – FOTO: HANK

ESTA ONDA LHE RENDEU O PRÊMIO "WAVE OF THE WINTER" DO SURFLINE

RICARDO DOS SANTOS – TEAHUPOO – TAHITI
HARDCORE # 285 – JUNHO 2013 – FOTO: FRED POMPERMAYER


RICARDO DOS SANTOS – TEAHUPOO – TAHITI
FLUIR # 352 – FEVEREIRO 2015 – FOTO: TIM MCKENNA


RICARDO DOS SANTOS – PIPELINE – HAWAII
HARDCORE # 280 - JANEIRO 2013 - FOTO: RAFASKI


RICARDO DOS SANTOS - KANDUI - INDONÉSIA
SURFER MAGAZINE - NOVEMBER 2014 - FOTO: ISLANDEYE


RICARDO DOS SANTOS – PIPELINE – HAWAII
SURFAR # 29 – FEV\MAR 2013 – FOTO: PAULO BARCELLOS

RICARDO DOS SANTOS – CLOUDBREAK – TAVARUA
HARDCORE # 266 – NOVEMBRO 2011 – FOTO: RAFASKI

 
RICARDO DOS SANTOS – KANDUI – MENTAWAI
FLUIR # 345 – JULHO 2014 – FOTO: RICARDO BORGHI



RICARDO DOS SANTOS – FERNANDO DE NORONHA
HARDCORE # 239 - AGOSTO 2009 - FOTO: EVERTON LUIS


RICARDO DOS SANTOS – P-PASS – MICRONÉSIA
SURFAR # 35 – FEV\MAR 2014 – FOTO: HENRIQUE PINGUIM

RICARDO DOS SANTOS - CHILE 
HARDCORE # 304 - MARÇO 2015 - FOTO: RAFASKI


As homenagens que foram prestadas a ele inundaram a mídia ao redor do planeta. Maior foi o choque de realidade do que aconteceu, onde aconteceu, como aconteceu.
A justiça brasileira deve se arrastar por seus recursos e processos. Só podemos esperar que ela seja feita. Neste espaço quero trazer à tona algumas reflexões e deixar registrado (além destas 11 capas) outros momentos importantes que marcaram a carreira deste jovem surfista que nos deixa.
Em Teahupoo ele venceu o trials por dois anos seguidos, sendo o único campeão seguido do Von Zipper Trials e bicampeão ao lado dos taitianos Manoa Drollet, Heiarii Williams, Alain Riou que foi bi em 2013 e Tuamata Puhetini, que venceu novamente em 2014. Fora ele, apenas dois outros estrangeiros (havaianos) venceram esta competição, Bruce Irons e Jamie O'Brien, que é um verdadeiro “quem é quem” em Teahupoo, fora dos Top 34 da ASP.
No ano de 2012 ficou em quinto lugar, no evento principal, o Billabong Pro Teahupoo, desclassificando surfistas como Kelly Slater e Taj Burrow, em sua trajetória. Ainda ficou com o Prêmio Andy Irons, pela performance mais arrojada no evento.


LISTA RETIRADA DO SITE BRAZILIAN SURF CHANNELL


REPRODUÇÃO DO SITE DA SURFER MAGAZINE

Por estas performances no Tahiti foi convidado para disputar o Pipeline Masters de 2012. Em 2013 Ricardinho estava escalado como wildcard para o Billabong Rio Pro. Disputou uma bateria no campeonato, o mar deu uma baixada e ficou em “stand by”. Sabendo de um swell gigante no Tahiti, marcou um voo para Papeete. Surfou a onda na foto acima e ainda voltou para não dar W.O. no evento de seu patrocinador na Barra da Tijuca. Mas não negou o chamado de Teahupoo.
Embora Ricardinho tenha angariado maior fama e respeito por suas performances corajosas em ondas de responsa e tubulares, ele chegou a trilhar o caminho mais “batido” para os promissores profissionais do surf, o WQS - e também não desapontava surfando os beach breaks do planeta.
Formado nas ondas da Guarda do Embaú... Era um surfista completo, com aéreos no repertório e muita consistência.

A IDEIA DESTA POSTAGEM É TRAZER PARA UMA REFLEXÃO
Para os que acompanham este blog, com muitas informações nas 50 postagens anteriores, vou introduzir aqui 5 links que acho pertinentes.
       1-  Começando pelo texto premonitório de Ricardo para o site Waves;
       2- Notícia do falecimento de Ricardo dos Santos em jornal de SP;
       3- Uma homenagem da F2 Produções publicada no Portal da Alma Surf;
       4- Link do vídeo para um testemunhal de Ricardo Bocão em seu canal WooHoo;
       5- O scan de um texto que fiz em 2003 para a revista Hardcore.
 A INTERATIVIDADE DE UM BLOG NA INTERNET NOS PROPORCIONA ESTA DINÂMICA

O mais importante de tudo é refletirmos com relação aos diversos aspectos em que esta irreparável perda para o surf brasileiro nos impacta. Entender o contexto que fez com que esta coisa absurda acontecesse, em um dos lugares mais paradisíacos, talvez no Estado mais “civilizado” de nossa costa. Tomar consciência das lições que podemos tirar disso. E manter a esperança, batalhar, fazer o que estiver ao nosso alcance para buscar um mundo melhor.
Da minha parte continuarei a escrever, montar este patchwork de relatos desta grande história do surf brasileiro, na qual Ricardo dos Santos deixou uma respeitável marca.


O PRIMEIRO LINK É PARA UM TEXTO PUBLICADO EM 2011 NO SITE WAVES
A FOTO SELECIONADA É DE JAMES THISTED
RICARDO DOS SANTOS SURFANDO NA GUARDA DO EMBAÚ
NAVEGUE NO SITE PARA VER OUTRAS FOTOS DESTE “PARAÍSO PERDIDO”
LEIA O TEXTO INTEIRO

CLIC E VOLTE AO BLOG:


Scan da reportagem publicada no Jornal Metro.


REPRODUÇÃO PARCIAL DA PÁGINA 32 DA EDIÇÃO DE SÃO PAULO DO JORNAL METRO
PUBLICADO EM 21 DE JANEIRO DE 2015

A F2 Produções do surfista de Ubatuba, Erick Nagata, fez uma bela homenagem, com fotos de Aleko Stergiou, Daniel Smorigo e James Thisted, que retirei do Portal da AlmaSurf.

CLIC NO LINK ABAIXO E DEPOIS VOLTE PARA O BLOG

Ricardo Bocão fez um desabafo, cheio de sentimento e sabedoria, em sua coluna editorial para o Canal WooHoo, no final de janeiro de 2015. Assista, ouça e assimile a mensagem:

CLIC NOS LINKs & volte ao BLOG - tem mais aqui abaixo
https://www.youtube.com/watch?v=8oAvtZ8wTLI&feature=youtu.be

O chefe de redação do WOOHOO - Bruno Bocayuva também deixou um relato:
https://www.youtube.com/watch?v=4G_2iIDHRek&feature=youtu.be


Como última mensagem, tentando injetar um pouco de esperança, reproduzo um texto que escrevi em 2003 para a revista Hardcore, época em que eu ocupava com minha coluna “No Tempo do Dragão”, a página final da revista (hoje nobremente adotada por meu genial amigo Julio Adler). É possível ampliar a imagem aqui e fazer a leitura, ou clicando com o botão direito do mouse fazer o download da mesma, manipulando em seu computador.
A sensação de "Paradise Lost" é uma coisa que começou a ser sentida ainda nos Anos 70. O texto tem 12 anos. As façanhas de Ricardinho no surf ficarão marcadas para a eternidade.


TEXTO PUBLICADO NA EDIÇÃO # 164 DA REVISTA HARDCORE – ABRIL DE 2003
ASSIMILADO O PESADELO QUE FOI O OCORRIDO COM RICARDINHO
NÃO PODEMOS PARAR DE SONHAR
VEJA AS CHAMADAS DE CAPA DA SEXTA E SÉTIMA REVISTAS LÁ NO TOPO

O livro “A GRANDE HISTÓRIA DO SURF BRASILEIRO”, está programado para ser lançado no final de 2017 e retratará todos os aspectos da evolução do surf brasileiro, momentos felizes e tristes, que ficaram marcados na história.

Conheça detalhes navegando no site do livro: http://www.hsurfbr.com.br/